12:29A Terra Há De Comer (Já Que Eu Não Comi)

Na voz de… Falcão

Se eu pudesse eu chegaria mais cedo
para prestigiar seu enterro.
Acontece que eu não vou me prejudicar
arriscando até perder meu emprego.

Mas você também podia marcar
outra hora pra poder se enterrar!
Mas você também podia marcar
outra hora, outro canto, outra data
pra poder se enterrar!

Você pode até nem achar decente
minha ausência na missa de corpo presente.
Se eu tivesse pelo menos motivação,
tinha ido até mesmo à sua extrema unção.

Se essa porra, porém, fosse de manhã,
eu iria a esse ato de piedade cristã!
Mas devido ao aperreio do horário,
eu também não fui me divertir no velório

de Falcão

Uma ideia sobre “A Terra Há De Comer (Já Que Eu Não Comi)

  1. no cume

    Betão
    Falcão bacana é “No cume”: (http://letras.terra.com.br/falcao/81647/)

    No Cume
    Falcão
    Composição: Desconhecido

    No alto daquele Cume
    Plantei uma roseira
    O vento no Cume bate
    A rosa no Cume cheira
    Quando vem a chuva fina
    Salpicos no Cume caem
    Formigas no Cume entram
    Abelhas do Cume saem
    Quando cai a Chuva grossa
    A água do Cume desce
    O barro do Cume escorre
    o mato no Cume cresce
    Então quando cessa a chuva
    No Cume volta a alegria
    Pois torna a brilhar de novo
    O sol que no Cume ardia

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>