8:32Cavalo do bandido

Depois do resultado da eleição, quando Beto Richa teve uma vantagem de quase 7 pontos sobre Osmar Dias, a fama da maioria dos institutos de pesquisas está mais por baixo do que aquela história da caca do cavalo do bandido. Para quem tem memória mais que curta, nunca é demais lembrar que no sábado o Ibope cravou empate entre os dois candidatos e apontou segundo turno. Os eleitores foram dormir assim e acordaram com pensamento diferente no domingo. Só pode ser isso.

4 ideias sobre “Cavalo do bandido

  1. Carlos Honorato da Silva

    Olha Zé Beto,

    Nunca na história deste Estado(parafraseando), políticos, blogs, articulistas, jornais e seus donos, pessoas e partidários tentaram (com ou sem $) desconstruir a imagem de Beto Richa com esta coisa de censura às pesquisas, entre outras mentiras. A resposta veio com… os votos e a eleição consagradora!
    Porque consagradora? porque foram todos os elementos de grande poder contra um! Armaram o maior ajuntamento frankstein para tentar derrotá-lo e não conseguiram. Resta os ensinamentos da eleição e a conciliação, própria de um cara que, nascendo pé vermelho, em Londrina, foi para capital com a familia, estudou, articulou na política, fez fama, jeito calmo e fala mansa, tornando-se o governador de todos nós. Ontem, Beto, como lhe é peculiar, estendeu a mão para aqueles que , mesmo não votando, querem um novo Paraná. O gesto, característico de sua personalidade democrática, característico de sua estatura, olhando para o futuro, está dado. Resta aceitar, ou ficar no passado.

  2. Emerson

    E a diferença seria ainda maior não fossem a publicação mentirosa da pesquisa e a tentativa de desconstrução da imagem de Beto, tal como dito pelo Carlos Honorato acima.

    Imagina se o plano sórdido tivesse dado certo e as pesquisas mentirosas fossem divulgadas.

  3. Estatística

    A pesquisa IBOPE dava um tremendo empate técnico.

    Caíram do cavalinho com 8% de diferença.

    Por que não proíbem pesquisas com menos de 1% dos eleitores?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>