18:03Aos candidatos ao Senado

A todos os candidatos ao Senado, os parabéns pela conduta civilizada e democrática na disputa pelas duas vagas. Um exemplo que, infelizmente, os postulantes ao Governo do Paraná  não enxergaram em meio ao pega-pra-capar em que se transformou a campanha.

3 ideias sobre “Aos candidatos ao Senado

  1. Jeremias, o crente

    Na minha opinião:
    1. Requião se elege por inércia. É o político mais lembrado do Estado há vinte anos. Até quem o detesta só fala dele. Há vários blogueiros que sob pretexto de se opor a Requião usam-no como assunto único, de manhã, de tarde e de noite. Ou seja, se até os seus opositores o valorizam tanto então… ele nem precisa fazer campanha. Fazem por ele.
    2. Gleisi se elege a partir de uma campanha bem concatenada, sabendo capitalizar o lado positivo do Governo Lula e com uma proposta bem definida de apoio a Dilma. Não se esquivou de nenhum assunto polêmico e não repetiu os erros da desastrada campanha para Prefeito ocorrida em 2008.
    3. Gustavo Fruet foi vítima do seu partido. Demorou a assumir a condição de candidato ao Senado, tentou “colar” em Zé Serra, o que foi de uma ingenuidade sem igual e, o que é pior, errou no discurso. Esse trololó de “sou ético”, “sou bonzinho” e “sou fofinho” é muito pouco para quem ambiciona a Câmara Alta. Quando decidiu mudar o discurso e ser mais contundente contra a prática “raivosa” de Requião teve o azar de o seu candidato Beto Richa estar em seu momento mais “raivoso” impugnando pesquisas, censurando blogs, revistas e jornais.
    4. Ricardo Barros foi o melhor candidato. A campanha teve um “time” correto, ele apresentou seu ponto de vista sobre assuntos polêmicos, propôs alterações no estatuto do menor, etc. Mas errou na coligação saco-de-gatos que escolheu. Ela em nada o ajudou. Foi claramente prejudicado pelo desempenho desastrado do cabeça de chapa Beto Richa.

  2. Jaquestripp Hadhor

    Da sua opinião deduzo que você preferiria que Gustavo fosse para a vala comum, aquela onde se deitam justamente os que emporcalham a prática política.

    E de qual desempenho desastrado você fala? Desempenho desastrado nessa campanha é ver um candidato que até pouco tempo chamava o presidente Lula de cínico, ignorante e corrupto e de repente adotá-lo como padrinho; que dois anos atrás teve questionada a sua honra no caso da aquisição de uma fazenda num outro estado e que dia antes conversava com Serra e Beto e no dia fatal vende-se para o PT para montar palanque para a sabe-se lá donde veio ungida pelo caixeiro viajante das praças da Colombia, da Venezuela de Cuba e do Irã.
    E sobre as pesquisas, querias o quê? Que Beto cruzasse os braços diante de maracutaias ibopianas? Montadas num momento em que o presidente usava criminosamente da estrutura governamental para alavancar a candidatura do seu palanqueiro?
    Coligação saco de gatos é a sua, ou não reparou que Requião esculhambava Osmar no caso da fazenda de Tocantins, que denunciou Paulo Bernardo marido da dona Gleici por superfaturar construção de ramal ferroviário e por ele é processado e mostrar no mesmo palanque Requião e Pessuti, intrigadíssimos.
    Não se trata, Jeremias, duma opinião.
    Vejo aí uma condensação dos comentários de gente que se desacreditou como a tal serpente ruíva, mais o Esmael Morais, o Jota Agostinho e uma leira de penas alugadas.
    Como opinante, melhor se vestir de cabo eleitoral.
    Converta-se, Crente Jeremias, até as 17 horas dá tempo…

  3. ananias

    Se os candidatos ao governo ficassem nas propostas, aí diriam que a campanha foi morna, sonolenta.

    é assim que funciona.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>