20:07Confissão

de Zeca Corrêa Leite

Vou te revelar um segredo: a minha afeição.
Tenho medo que não entendas, que passe despercebida
esta minha linguagem atrapalhada de mares e tempestades.
Eu te amo –  amor louco, violento, sensível, assassino.
Não trago flores, palavras, desenhos de madrugadas.
Tudo em mim tem gosto, cheiro, dobras
de suor e cicatriz.

Tenho silêncios e facas nuas,
punhais, vidraças, pulseiras,
telhados banhados de luz.

Tenho um fastio terrível da vida,
enorme cansaço,
vontade de morrer.

Eu te amo e te amar representa vida,
alegria desconhecida, vendaval, esperança
apesar dos meus olhos sem brilho,
madrugadas mortas, minha boca muda.

2 ideias sobre “Confissão

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>