9:48Mais fogo sobre o debate do Sudoeste

Do analista dos Planaltos:
 
A ausência de Osmar Dias no debate de ontem à noite na TV Sudoeste, em Pato Branco prova que aumenta o grau de desconfiança entre as assessorias do senador e do candidato tucano Beto Richa. “Não acreditamos mais na palavra do Osmar. Ele não cumpre nem quando assina, como na carta em que ele pedia pra ser candidato a senador na chapa do Beto”, afirma um assessor graduado, explicando porque Beto Richa decidiu comparecer ao debate, apesar de um suposto acordo entre as assessorias para limitar os debates às redes estaduais de TV. Segundo ele, ontem, durante o dia, pessoas ligadas a Osmar chegaram a reservar hotel em Pato Branco para o senador, que estava em Cascavel. No final, Osmar decidiu não aparecer no debate. O eleitor do Sudoeste, que não tem nada com isso, segundo o assessor tucano, ficou com a imagem de que Osmar fugiu do debate.

6 ideias sobre “Mais fogo sobre o debate do Sudoeste

  1. Durval

    A AUSÊNCIA DE OSMAR DIAS AO DEBATE DA TV SUDOESTE DEMONSTRA QUE ELE NÃO RESPEITA O POVO DE PATO BRANCO. É POR ISSO QUE APESAR DE SER APOIADO PELO PREFEITO VIGANÓ DIAS VEM PERDENDO ESPAÇO EM TODO O SUDOESTE. BETO RICHA DEVE VENCER POR AQUI TAMBÉM. MAS O MAIS INTERESSANTE DO DEBATE FOI A SÉRIA DENÚNCIA FEITA PELO CANDIDATO DO PRTB, ROBINSON DE PAULA, DE QUE SEU PARTIDO O ESTARIA OBRIGANDO A ATACAR BETO RICHA PARA FAVORECER O CANDIDATO OSMAR DIAS. VERGONHOSO SABER QUE AINDA ACONTECEM COISAS ASSIM NA POLÍTICA PARANAENSE!

  2. silvio

    Putz… os caras não acreditam na palavra do Osmar. Pensei que tinha sido o Beto que tinha roído o osso não cumprindo o combinado na eleição para prefeito. Haja engov!

  3. eks burge

    Ele não aparece aqui nem na época de campanha, imagine depois de eleito.

    A balbúrdia tá grande, td mundo comentando. dos 300 mil votos válidos da regiao, uns 5 a 10 mil ele perde por essa.

  4. Tô de Olho....

    Zé Beto…e internautas fiquem sabendo!!!!

    21
    Sep O manifesto neoudenista
    Alguns artistas e intelectuais estão lançando, com grande apoio da mídia, um manifesto “em defesa da democracia”. Muito bem, todos somos e eu trago na vida familiar a herança da sombra ditatorial.
    Mas a pergunta que me ocorre é: como é que a democracia está “assombrada por uma forma de autoritarismo hipócrita, que, na certeza da impunidade, já não se preocupa mais nem mesmo em fingir honestidade”.
    Como é este autoritarismo hipócrita? As instituições funcionam livremente ou não? O Ministério Público não está impondo, até com muito mais severidade que ao outro contendor, sanções à candidata do Governo e ao próprio Presidente da República? Os ministros do TSE que ora rejeitam, ora confirmam estas sanções estão pressionados para qual dos dois atos?
    A Polícia Federal está limitada partidariamente em sua ação? Não acaba de agir com total liberdade contra aliados do Governo?
    Gostaria que os senhores respondessem a esta pergunta com um simples sim ou não.
    Ou democracia seria pré-condenar qualquer pessoa acusada, sem o devido processo legal, sem julgamento regular e justo, sem direito de defesa?
    Dizem eles que “é um insulto à República que o Poder Legislativo seja tratado como mera extensão do Executivo”. Quero testemunhar, como membro do Legislativo, que nunca recebi uma ameaça, uma pressão ilegítima, um ultimato para votar em qualquer questão do interesse do Governo. Algumas vezes, aliás, caminhei em sentido contrário, e posso citar, por exemplo, a questão do reajuste dos aposentados e do fator previdenciário, onde nossa pressão – e inclusive, registro, de alguns petistas, como o Senador Paim – se voltou justamente contra o Governo, em defesa das causas que apoiamos.
    Mas o que mais estranhei foi que o tal texto dissesse que “é aviltante que o governo estimule e financie a ação de grupos que pedem abertamente restrições à liberdade de imprensa, propondo mecanismos autoritários de submissão de jornalistas e empresas de comunicação às determinações de um partido político e de seus interesses”.
    Como assim?
    Teriam os senhores signatários a fineza de dizer que mecanismos são estes? Seriam, por acaso, as determinações constitucionais de que as concessões de rádio e televisão sirvam à educação e à informação correta da população? E que grupos estão sendo financiados e como? Os senhores fariam a fineza de informar ou vão ficar na “denúncia anônima” que fez a excelentíssima Dra. Sandra Cureau inquirir a Carta Capital, de Mino Carta, sobre quais foram os anúncios que recebeu, quando os grandes jornais e revistas, evidentemente de oposição ao Governo, publicam também anúncios insitucionais e comerciais de empresas estatais?
    Mas a direita manifesteira, que não faz manifesto contra a fome, contra a pobreza, contra o aniquilamento cultural da população submetica a uma mídia baixa e deseducadora, que estimula o individualismo e a “notoriedade a qualquer preço”, no final do texto entrega sua devoção:
    “É repugnante que essa mesma máquina oficial de publicidade tenha sido mobilizada para reescrever a História, procurando desmerecer o trabalho de brasileiros e brasileiras que construíram as bases da estabilidade econômica e política, com o fim da inflação, a democratização do crédito, a expansão da telefonia e outras transformações que tantos benefícios trouxeram ao nosso povo.”
    Ah, sim, agora eu entendi.
    O manifesto não é em defesa da democracia. É um manifesto em defesa do neoliberalismo, em defesa de Fernando Henrique Cardoso.
    Não tenho nada contra.
    Mas eu me lembro de uma frase de meu avô: as palavras devem ser usadas para expressar os pensamentos, não para os esconder.
    Quando se esconde algo, boa coisa não é.

    fonte: http://www.tijolaco.com.br – blog do Brizola Neto

  5. Luiz Fernando

    Parabens pela atitude Beto.
    O povo do Sudoeste precisa de voce, do seu apoio.
    Fazem 8 anos que estamos esquecidos!!
    Parabens pela nobre atitude.
    BETO RICHA GOVERNADOR!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>