6:35Sejais

de Ticiana Vasconcelos Silva

O grande está no pequeno
Por isso, não buscais
Sejais

A flor que amanhece na gota de orvalho
O canto que cobre os velhos telhados
O sangue que escorre da veia talhada
A erva que sorve seu pranto molhado

O grito escondido nos lábios calados
A nuvem que cobre a vida no sábado
A dor que emana do elo perdido
A vida que espera a espera da vida

O olhar que não sabe a palavra perdida
O dia que nasce da noite luzida
A sombra que move o sol refletido
A língua que morde o veneno sofrido

O nada que corre nos sons do sentido
O vôo da esperança que se lança ao abismo
A sede que mata a dor do oprimido
O ganho que perde a perda do equilibrio

A vaga do mar no sorriso vivido
A bruma de cores no vento partido
Que parte do voo da folha caída
A vida que é na medida da vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>