9:43PT unido, graças ao governador

Do analista dos Planaltos:

O PT, velho conhecido por suas divergências internas, o que ele define como sendo democracia partidária, sempre teve dificuldades para encontrar um consenso nas suas decisões – e a exceção é o carisma  em torno do líder sindical e atual presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva. Pois bem. No Paraná, eis que surge uma unanimidade: o ministro Paulo Bernardo. E quem conseguiu isso foi o governador Roberto Requião, ao atacar Bernardo. Pois o PT daqui fechou em defesa do ministro, articulou ações e, nessa, se sobressai, pelo menos momentaneamente, mais do que o que acontece no PMDB e PSDB, onde as escaramuças são públicas. Pois Requião conseguiu uma façanha de fazer pelo PT o que o próprio partido não conseguiu sozinho: uni-lo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>