19:00PARA NUNCA ESQUECER

lidia2

lidia11

Lidia Brondi

Nunca sumiu, porque eternamente. Saiu. Foi dar uma volta. Chutou a telinha. De dentro pra fora. Se foi bom para ela, ficamos felizes. Porque fomos iluminados por este olhar. Por aquele corpo. Pelo jeito. Sem explicação. Porque isso não tem explicação. O que nos passou foi a alma. E amamos a alma. O que rotularam foi ninfeta. E nós amamos a ninfeta. O que falaram quando desapareceu do oba-oba, antes de o oba-oba descambar para a idiotice generalizada, talvez tenha sido por ódio. De não mais vê-la para acreditar que existe Lidia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>