9:24De Requião para Paulo Bernardo: "Não brigo, não troco, não trafico"

Na Escola de Governo, Roberto Requião continua sua saga, recente, de acertar a nuca do ministro Paulo Bernardo, do Planejamento, com borduna. Dessa vez a denúncia é grave. Disse que Paulo Bernardo apareceu num domingo no Canguiri acompanhado do diretor da ANTT, para falar sobre a liberação de verba para a construção do trecho ferroviário entre Guarapuava e Ipiranga~, que seria feita pela América Latina Logística (ALL). Pediram apoio, segundo Requião. Valor da liberação: R$ 550 milhões. “O acordo estabelece uma espécie de pedágio ferroviário e paga com o aluguel da concessão que ganhou no governo FHC. Recebem 550 milhões e não precisam pagar nada. O governo abre mão das prestações. Não concordo e denuncio. O valor declarado e orçado pela Secretaria dos
Transportes e Ferroeste foi de R$ 150 milhõe”, atacou Requião. “Depois veio dizer (Paulo Bernardo) que não brigo por verbas do Governo Federal. Não brigo, não troco, não trafico”. O governador encerrou a pancadaria ressaltando que essa era a  opinião do ministro. “Não traduz a relação republicana que o Estado mantém com o Governo Federal”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>