11:59Decidido que não ficou decidido

Sergio Guerra foi a São Paulo. Beto Richa foi a São Paulo. Os dois falaram com o chefão José Serra. Em encontros separados. Depois, o prefeito e o presidente nacional do PSDB se encontram novamente. E ficou decidido que não ficou decidido. No andar de cima da tropa de Beto Richa e do partido no Paraná fala-se que agora estão chapeando os cantos para consolidar candidatura do prefeito – isso depois do cerzido invisível de ontem, seja lá o que for isso. A busca do tal entendimento, que só existe nas falas oficiais, provavelmente se arrastará até o dia 22, quando acontece a reunião do Diretório Estadual, que vai aprovar o nome de Richa como candidato oficial do partido. O senador Alvaro Dias também poderá se inscrever como pré-candidato, afinal, a lei permite isso, e partir para o confronto e em busca de votos para a convenção de junho. Até lá o país entra em embulição por causa da Copa do Mundo e da campanha presidencial. Se este cenário vai interferir no ninho tucano, ninguém sabe. Nem que está lá dentro. Quem assiste a tudo, sereno, é o senador Osmar Dias (pdt). Ele disse hoje que o debate no Paraná está pobre demais, com muito jogo de cena. Talvez seja sua tática para, quem sabe, talvez, todavia, contudo, ser o nome do consenso nessa muvuca interminável.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>