5:4810 observações sobre Wilson Martins

por Miguel Sanches Neto

   1. Tinha horror a sentimentalismos. Mesmo em situações dramáticas, mantinha-se distante, olhando para a cena como se não fosse com ele.

   2. Seu bom humor era a toda prova. Qualquer situação lhe rendia um dito espirituoso.

   3. Exibia uma jovialidade que refletia o seu interesse pelas coisas – ler os jornais, acompanhar os lançamentos, verificar o noticiário… 

   4. Não acreditava em Deus – totalmente avesso à religiosidade. No seu velório, nenhum ícone em nenhum lugar.

   5. Comia com uma boca muito boa. Quando terminava o seu, atacava galhofeiramente os pratos dos amigos.

   6. Não temia nenhum figurão. Escrevia as coisas mais impopulares sobre as pessoas mais populares.

   7. Nunca passava recibo de ofensas a ele dirigidas. Ignorava as reações, solenemente.

   8. Não falava mal dos desafetos nem nos círculos mais íntimos. E se este escrevesse um livro bom, ele elogiava sem meias palavras. 

   9. Mesmo para ser destruído, um livro devia ter um mínimo de qualidade. Então, todos os livros criticados tinham para ele algum valor.

  10. Não fez política, atendendo ao ideal de crítico de Benjamin: “seu escrito não reverte em favor dele mesmo, mas daquilo que quer dizer”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>