7:56Juvenal, adeus

Do UOL:

O Brasil perdeu nesta sexta-feira, dia 30 de outubro, o último titular que esteve em campo na derrota na decisão da Copa do Mundo de 1950, no Brasil, quando a Seleção Brasileira foi derrotada pelo Uruguai por 2 a 1. O zagueiro Juvenal Amarijo faleceu aos 86 anos, em Salvador, apesar de morar na cidade de Camaçari, no interior da Bahia. Presente ao episódio que ficou conhecido “Maracanazo”, quando milhares de brasileiros assistiram à derrota dentro do Maracanã, o ex-jogador vivia na miséria e lutava contra uma artrose no joelho direito.

Juvenal nasceu em Santa Vitória do Palmar, cidade do Rio Grande do Sul, e começou a carreira no Brasil de Pelotas, onde atuou entre 1945 e 1946. Em seguida, defendeu Flamengo, Palmeiras, Bahia, Cruzeiro/RS e Ypiranga/BA, onde encerrou a carreira em 1959. Juvenal conquistou os títulos de campeão paulista em 1950 pelo Palmeiras, e da Copa Oswaldo Cruz e da Copa Roca com a Seleção Brasileira. Também pelo Alviverde, conquistou os títulos de 1951. Foi também campeão baiano em 1954 e 1956, pelo Bahia. Na Seleção, apesar da titularidade na derrota para o Uruguai, a passagem foi curta. Juvenal disputou apenas 11 partidas, com oito vitórias, dois empates e uma derrota, justamente na decisão contra os uruguaios.

Os dois jogadores ainda vivos que fizeram parte do grupo que participou do vice-campeonato no Mundial de 1950 são o ex-lateral Nilton Santos e o zagueiro Nena. O primeiro, jogador que só vestiu a camisa do Botafogo, sofre de Mal de Alzheimer e está internado em uma clínica no Rio de Janeiro. Já o segundo, aos 86 anos, vive em Goiânia.

Foram convocados 22 jogadores para a Copa do Mundo de 1950, e 18 deles já faleceram: Barbosa (07/04/2000), Castilhos (02/12/1987), Augusto (01/02/2004), Bauer (04/02/2007), Eli do Amparo (09/03/1991), Danilo Alvim (16/05/1996), Rui (02/01/2002), João Ferreira, o Bigode (31/07/2003), Noronha (27/07/2003), Zizinho (08/02/2001), Maneca (28/06/1961), Baltazar (25/03/1997), Adãozinho (06/08/1991), Jair da Rosa Pinto (28/07/2005), Ademir de Menezes (11/05/1996), Francisco Aramburu, o Chico (01/10/1997), Rodrigues (30/10/1998) e Friaça (12/01/2009). Alfredo Ramos do Santos, o Alfredo II (?). O técnico Flávio Costa faleceu em 22/11/1999 e o massagista Mário Américo em 09/04/1990. A pesquisa foi feita pelo jornalista Nilo Dias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>