9:04Para repórteres machos

Do Filósofo do Centro Cínico:
 
Como se sabe, o jornalismo é o exercício diário de acesso a conteúdos inacessíveis aos mortais. Repórter
que é repórter, além de ser um chato e incansável curioso, é antes de tudo um verdadeiro macho (ou fêmea).
Mas tem de provar concretamente esses valores inalienáveis dos canalhas, segundo qualificativo de alguns governantes próximos. Assim, na próxima aparição pública do nosso emérito governador, eis uma receita para o pleno exercício dessa nobre profissão. São apenas algumas perguntas que devem ser desferidas, provando a liberdade e  a independência do destemidojornalismo araucariano:
 
- Governador, boa tarde. O senhor que é favorável aos despossuídos, aos subjugados pelo capitalismo,
defensor das liberdades e das minorais, participaria de uma parada gay?
 
- Governador, bom dia. Qual a diferença entre comer mamonas e se aproximar de um arco-íris?
 
- Governador, boa noite. O senhor pretende nomear algum secretário gay antes do final do mandato?
 
- Não? Já tem algum enrustido?
 
- Bom dia, Governador. Quais seus projetos, se eleito ao Senado, para os gays, lésbicas e simpatizantes?
 
E a última, se ele antes não quebrar o indicador do bravo repórter:
 
- Governador, o senhor acha que fez um governo cor de rosa aos paranaenses?  

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>