18:21Salário

Eis o meu primeiro ordenado: – duzentos mil-réis. E, então, aconteceu esta coisa prodigiosa: – enquanto não recebi um tostão, era gratíssimo a Roberto (Marinho). Mas remunerado, passei a olhar com ressentimento, despeito, o jovem diretor. Foi aí que eu aprendi que os sentimentos fortes, como a ira, como o ódio, a inveja, exigem um salário. (Nelson Rodrigues)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>