6:54Recordar é falar

Do Goela de Ouro:

O PT protocolou ontem (14) o pedido de afastamento do senador Flávio Arns da presidência da Comissão de Educação do Senado. E parece que tudo se resume à briga entre a palavra de um contra a do outro. Mas, como diriam os mais experientes, o peixe morre é pela boca. Porque, agora, depois de bater as asas de volta para o ninho tucano, o senador defende outra tese, mas não faz muito tempo desde que ele admitiu textualmente, em entrevista ao jornal O Estado do Paraná, que só ocupava o cargo por indicação do Partido dos Trabalhadores. “Estou como presidente na Comissão de Educação, Cultura e Esporte por indicação do partido. O nosso líder, Aloisio Mercadante, me indicou e isso é muito importante para o Paraná, estar num cargo de alta importância” disse o senador em 11/04/2009. A roda da política gira, gira, mas algumas afirmações não saem do lugar. A menos que o tradicional jargão do guru tucano FHC seja acionado: “Esqueçam o que eu escrevi”. Aliás, em entrevista para o jornal O Globo, em agosto de 1997, às vésperas de sua segunda postulação à Presidência da República, o próprio FHC também voltou atrás e negou ter dito a histórica frase. Para ler a íntegra da entrevista de Flávio Arns, acesse : http://www.parana-online.com.br/editoria/politica/news/365925/?noticia=FLAVIO+ARNS+AINDA+NAO+DECIDIU+SOBRE+2010

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>