15:37No Centenário, faltou pensar grande

por Sergio Brandão

Uma reflexão que julgo pertinente neste momento de comemoração do centenário COXA. E como COXA, deveria me calar, mas em nome da ausência de uma administração corajosa e mais profissional, talvez seja oportuno levantar a questão. Ora! Se estamos falando de um clube de futebol, talvez seja interessante pensar em futebol. Quem sabe o sonhado título de bicampeão brasileiro? Ou da Copa do Brasil? Ou no mínimo uma participação mais eficiente na Sul Americana? Tivemos todas estas oportunidades e agora só nos resta o Brasileiro. E olha em que condição??? Estamos comemorando o ano do centenário do clube brigando para não cair para a segunda divisão. Time grande comemora o ano do centenário investindo, pensando grande, tentando pelo menos um grande título. Veja o caso do Internacional: montou um bom time para participar das grandes competições. É verdade que não foi muito feliz, mas ousou, gastou o que não tinha. A torcida respondeu. Teve grandes públicos em grandes jogos. Lotou o Beira-Rio. A torcida ajudou a diretoria a pagar grande parte da dívida contraída antes da temporada. E olha que para eles ainda resta o sonho da classificação para a Libertadores, o que é uma ajuda considerável para a temporada seguinte. É um calendário garantido. Dinheiro de tevê, estádio cheio e patrocínio garantidos. Na verdade, o problema da falta de ousadia da diretoria coxa branca é um problema do futebol no estado. A província ainda não sonha assim, tão alto. Acho que não é necessário conhecer profundamente de economia, administração e de maketing para saber que, para se obter resultados é preciso ousar, ter coragem. A torcida Coxa merecia coisa melhor. Show de fogos, museu, corridas e toda a programação promovida nestes dias é muito pouco para a grandeza do glorioso Coritiba.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>