8:44No campo da política

A exemplo do que sempre faz o grande líder Lula da Silva, vai aqui uma comparação futebolística do que aconteceu e acontece na disputa pelo governo do Paraná. No momento, acontece o intervalo onde os jogadores estão tomando fôlego, tentando pensar no que aconteceu no primeiro tempo e se preparando para a etapa decisiva, que só começa, salvo imprevisto, depois do carnaval de 2010. No primeiro tempo muita energia foi gasta. Parecia que não haveria etapa complementar e, para quem olhava da arquibancada, a zorra estava instalada. Primeiro, porque houve uma confusão nos uniformes e ninguém sabia bem contra quem estava jogando – e para que lado do campo atacar. Os 45 minutos regulamentares terminaram com gente achando que o placar permaneceu “oxo”, alguns com a certeza de que gol de mão foi feito e outros achando que fizeram gol de placa, exatamente por não entrar em dividida. Para complicar, torcidas organizadas jogaram sinalizadores no gramado e o fumacê tomou conta de tudo. Neste intervalo, os ventos do verão e das férias devem limpar o ambiente e os jogadores, de cuca fresca, poderão se posicionar melhor. Depois de abril, partida recomeça- e para valer. Os analistas esportivos acham que pode haver uma disputa acirrada entre dois jogadores fortes ou, quem sabe, até um w.o. em favor de um deles. Isso é política!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>