11:10Na Corte Interamericana

Do Goela de Ouro:

Carlos Marés, procurador geral do Estado, apresentou ontem a sentença da Corte Interamericana de Direitos Humanos condenando o governo Lerner por grampear e divulgar conversas de sem-terra. Muito bem. Esqueceu de dizer que existe um processo na mesma Corte sobre o Caso Teixeirinha, que foi assassinado em 1993 por policiais militares durante o primeiro Governo Requião. Naquele governo, Marés também era procurador geral. Sobre este caso, aliás, há uma curiosidade. No início do segundo governo Requião, em 2003, um grupo de representantes do Paraná, organizado pelo procurador-geral Sérgio Botto de Lacerda, compareceu à audiência na corte, em Washington. Botto não podia ir e conseguiu um procurador para compor a comitiva acenando com a possibilidade que este poderia estender a viagem nos EUA – por conta própria, é claro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>