19:42Polícias Civil e Militar caçam autores do Uberaba

A Agência Estadual de Notícias informa:

Força-tarefa das polícias Civil e Militar trabalha para prender homicidas

O secretário da Segurança Pública do Paraná, Luiz Fernando Delazari, determinou a união das polícias Militar e Civil em uma força-tarefa para prender os bandidos que mataram oito pessoas e feriram outras duas na Vila Icaraí, bairro Uberaba, em Curitiba. Desde o momento do crime, por volta das 22h30 deste sábado (03), cinco delegados comandam oito equipes de policiais da Delegacia de Homicídios, com o apoio do Centro de Operações Policiais Especiais (Cope), da Divisão Estadual de Narcóticos (Denarc) e da Polícia Militar. De acordo com as primeiras informações, pelo menos seis criminosos em três carros participaram da ação e estão sendo procurados.

“Um crime inadmissível onde, dessa vez, pessoas inocentes morreram vítimas desta guerra do tráfico de drogas. Não há dúvidas de que vamos prender estes bandidos e mostrar que a polícia não vai deixar que crimes bárbaros como esse fiquem impunes. Toda a polícia está unida para colocar estes criminosos atrás das grades e vai colocá-los, sem dúvida”, disse Delazari.

De acordo com o delegado Hamilton da Paz, da Delegacia de Homicídios, já está descartada a hipótese de que o crime tenha sido motivado por um possível toque de recolher não obedecido. “Este crime bárbaro foi resultado de uma guerra que está acontecendo no local entre traficantes e não tem nada a ver com o toque de recolher”, avisou o delegado.

ACOMPANHAMENTO – O delegado geral da Polícia Civil do Paraná, Jorge Azôr Pinto, acompanha pessoalmente as investigações desde o momento do crime assim como o comandante geral da Polícia Militar em exercício, coronel Luiz Rodrigo Larson Carstens. “Este foi um fato bárbaro, atípico e que será resolvido pela polícia”, disse Azôr.

O comandante geral da PM informou também que equipes da PM em parceria com a Civil já intensificaram o policiamento na região. “Não vamos permitir esse tipo de ação em Curitiba”, afirmou o coronel.

INFORMAÇÕES CONFIRMADAS – As informações levantadas pela polícia até agora confirmam a morte de oito pessoas entre elas um bebê de cinco meses que estava na cadeirinha do carro da mãe, que também foi morta ao sair de uma igreja da região.

A Polícia confirmou a identidade das vítimas como sendo Everaldo dos Santos Silva, 25, Moisés Pereira Silva, 28, Marcos Aurélio Mateus de Lima, 17 anos, Jancarlo da Silva, 20, Jéferson Carvalho da Silva, 25 anos, Nilza Ribeiro dos Santos, 29, Valdir Francisco Santos, 19, e Mateus Alves da Silva, 5 meses.

Os nomes dos dois feridos não serão divulgados por motivo de segurança. Eles serão ouvidos pela polícia assim que se recuperarem. A polícia já coletou diversas informações no local que vão auxiliar nas investigações e também recolheu projéteis e cartuchos que serão enviados para perícia no Instituto de Criminalística.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>