5:47HORÓSCOPO

por Zé da Silva

Capricórnio

Não se preocupe se aquela desesperança tomou conta de novo porque tiram-lhe o bife da boca, seja ele bife mesmo ou a moeda negada pelo motorista do carro parado no semáforo. Importante é ter os dentes e a vontade de morder, dilacerar feito cachorro enraivecido. Não que vá fazer isso, mas saber, lá no fundo da alma, que pode, que tem força para meter medo e, assim, reestabelecer o equilíbrio entre os desumanos. Segure o coração descompassado e saiba que tudo é inexplicável – tanto o belo quanto o podre. Tanto a atitude de santo quando a do homem que espeta um furador de gelo no olho azul de um inocente. Acordar e se descobrir vivo é o sinal para o que der e vier. Os ipês amarelos contra o céu azul encantam na rua que, na esquina da outra, revela o lixo jogado no chão ao redor de um ponto de ônibus. Enquanto a gangue matava o devedor de crack arranstando-o pelo asfalto da cidade grande, o senhor de 85 anos ficava tão feliz ao receber uns trocados como presente de aniversário que soltou mais uma boa ao ser recomendado não ir gastar na zona: “Já plantei a banana e colhi há muito tempo”. O virus está solto no ar. O câncer pode estar por dentro. Alguém falou em Deus olhando as araucárias centenárias e descrevendo o processo de vida desde a semente. Pode-se chorar de felicidade. Pode-se rir da desgraça própria e alheia. Um menino de 14 propôs noivado a uma menina de 15. Ele, no Japão. Ela, em Campinas. É tão bonito… É tão maluco… Branca e irradiante vai a noiva, logo a seguir o noivo amado. Quem não se casou que se case. Isso pode ser palavrão e redenção. O Expresso 2222 dá voltas. Pra depois.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>