6:34A paranóia do espirro

História curitibana da volta às aulas contada por mãe de aluno:

Primeiro dia de aula, meu filho soltou um espirro em sala de aula. Imediatamente foi levado à enfermaria, pois estava com o nariz um pouco congestionado, o que é normal para ele, visto que qualquer pozinho o faz espirrar e ficar com o nariz trancado. Ao chegar à enfermaria, a responsável mediu a temperatura que estava super normal, 36 graus, e me ligou pedindo que fosse buscá-lo, pois a instrução da Secretaria da Saúde é de que, a qualquer sintoma, os alunos devem ser dispensados. Absurdo, absurdo, totalmente absurdo, pois o menino não tem nenhum sintoma, nem dor no corpo, nem dor de garganta, muito menos febre alta, etc, etc, ou seja, está extremamente saudável. Conversei com a enfermeira, mas não teve jeito, ela foi irredutivel e dispensou o meu filho,  que chegou em casa de MÁSCARA, outro absurdo. Revoltada, telefonei para a escola, falei com coordenadora, que no primeiro momento achou estar com a razão, mas depois percebeu a bobagem que fizeram, pediu desculpas, blá, blá, blá. Pânico total gente! Isso é o fim!
Portanto, cuidado ao espirrar em público, pois pode ser que você seja convidado a se retirar do lugar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>