10:55Duendes no palco

Rasca Rodrigues também sofreu no palco. Requião disse que lhe cassou a palavra por causa da vestimenta. Fez o secretário do Meio Ambiente tirar o paletó de couro marrom e ordenou que nunca mais aparecesse na Escola de Governo daquele jeito. Rasca tentou argumentar que o couro era sintético. Requião não ouviu.  “Parece um leprechaun, aquele duende irlandês. Deus me livre e guarde!”, detonou. Na verdade, tal duende produz uma substância que parece ouro mas desaparece após algumas horas, para seu grande divertimento. Ou seja, é o próprio Requião.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>