11:53O ego de Petraglia e o jogo do Passeio Público

Do filósofo da Água Verde:

Mário Celso Petraglia conseguiu os 15 minutos de glória. O ex-cacique atleticano costumava revelar que sempre
fez psicanálise, mas pelo jeito a terapia não conseguiu sublimar seu gigantesco ego. Para saciar o egocentrismo,
ele precisa dos holofotes da mídia. A isso se junta sua inegável capacidade empreendedora. Com esse perfil e o
compadrio de gente aboletada no e em volta do poder municipal, lançou a idéia da “Arena Atletiba”. Virou manchete
e confusão entre rubro-negros e coxas. Louve-se que Petraglia enxerga no futebol um grande show business,
mas esquece que os 22 homens de calção correndo atrás de uma bola é um fenômeno irracional. Uma cidade, um
país vivem os 90 minutos de uma partida contra o grande rival (e nas horas que antecedem e sucedem o confronto) uma catarse inexplicável. O que torna o futebol uma atração irrestível é a rivalidade e a paixão. No momento em que coxa s e atleticanos se entenderem, a população dessa cidade, que já é meio amorfa, vai jogar damas no Passeio Público.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>