7:28Saudade do Roberto Campos

“O Senado horroriza a sociedade. É preciso descobrir quem permitiu esses atos secretos. Não foi o Collor, que chegou lá agora. Já o PMDB está fincado no poder há tempos, não interessa quem governe. Esse, aliás, virou um traço da política nacional: só tem governistas. Faz falta o Roberto Campos (morto em 2001), que era de direita mas discutia programas, e não acordos de permanecer no poder”.

De Ricardo Gomyde, vice-presidente do PCdoB do Paraná, ex-presidente da Paraná Esporte e atualmente com cargo no Ministério dos Esportes, em reportagem da revista Veja desta semana sobre a nova tropa de choque do Senado que une José Sarney, Fernando Collor de Mello e Renan Calheiros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>