9:30No açougue do Judiciário

por Nelson Padrella

Fui comprar meio quilo de justiça no açougue do Judiciário.

- Só vendemos peça inteira – me informou o magistrado de dentro de seu avental ensanguentado.

 - Sai muito caro – expliquei. Não tem justiça meia boca?

 - Se não tem dinheiro, por favor, saia da fila – me disse o da toga.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>