21:54Horóscopo

por Zé da Silva

Touro

Entrou na nave perto da estação do Braz. Tinha 9 anos. O pai não lhe largava a mão. O pai era um gigante. Cortou o Brasil de baixo para cima. O piloto era um moreno forte e foi um herói de carne e osso na travessia por um Brasil que jamais imaginou. Dirigiu sozinho durante uma semana inteira e o uniforme sempre estava impecável, como o quepe de escudo metálido a iluminar o alto da testa na cabeça grande e redonda. As luzes, as cores, os cheiros, as comidas, as pessoas mudando de sotaque, as grandes retas, as curvas, montanhas, sol, sol, sol, rios, matas, pobreza, a comida diferente da de casa, as camas duras em hotéis sem nome, uma criança chorando, um peito saindo do vestido, e nunca o cansaço. Na madrugada chegou lá, de onde disseram que todos da família vieram. Cidadezinha no pé do morro, casas subindo ladeira, praça arborizada, igreja da matriz apontando a torre em direção a Deus seja louvado. Um jipe foi achado. Cinco quilômetros para o sítio que tinha um telhado tão baixo… Os cachorros latiram na aproximação do terreiro. Uma mangueira centenária protegia a pequena casa. A parte de cima da porta se abriu e a luz do candeeirio iluminou o rosto de índia da avó. Nas semanas seguintes foram aventuras por onde ainda havia mato, foram carreiras levadas da galinha que protegia o pintinho, fruta do conde comida e uma intoxicação curada com uma injeção do tamanho do medo. O passeio a cavalo, sem sela, rendeu ferida no rabo, uma prima distante virou namoro sem palavras, sem nada, apenas corações batendo sob um sol inclemente. Na volta o ônibus atrasou, muito tempo no hotel vagabundo, depois uma viagem onde até um anjinho morreu dentro da nave e ficou no meio da percurso enquanto os pais, movido a galinha e farinha seca, sonhavam em chegar logo à cidade grande. Nunca mais esqueceu isto. Era o seu Brasil. Bruto, pobre, poético, de cores fortes. Foi o que formou sua couraça interna. Para identificar e proteger da maioria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>