17:01Notícia do lixo

Do blog “Máfia do Lixo” (www.mafiadolixo.com.br):

Tribunal de Justiça do Paraná concede liminar a ADECOM e impede a instalação de aterro sanitário no bairro Caximba em Curitiba

O Tribunal de Justiça do Paraná concedeu por meio da decisão do Desembargador Rosene Arão de Cristo Pereira, uma liminar no Agravo de Instrumento ingressado pela Aliança para o Desenvolvimento Comunitário da Caximba – ADECOM, processo no. 604303-4 que tramita na 5ª Câmara Cível, “conferindo tutela inibitória preventiva executiva à agravante, a fim impossibilitar que se promovam atos concretos de instalação de novo aterro sanitário no bairro Caximba”. Ou seja, o Consorcio Intermunicipal para Gestão de Resíduos Sólidos Urbanos -CONRESOL, Município de Araucária, Município de Almirante Tamandaré, Município de Balsa Nova, Município de Bocaiúva do Sul, Município de Campina Grande do Sul, Município de Campo Largo, Município de Campo Magro, Município de Colombo, Município de Contenda, Município de Curitiba, Município de Fazenda Rio Grande, Município de Mandirituba, Município de São José dos Pinhais, Município de Piraquara, Município de Quatro Barras, Município de Quitandinha e Instituto Ambiental do Estado do Paraná –IAP, estão impedidos pela Justiça de instalar a “Usina de Lixo” na área da Caximba. A Aliança para o Desenvolvimento Comunitário da Caximba – ADECON promoveu a ação Civil Pública com fim de não ver instalado novo empreendimento de “aterro sanitário” no bairro Caximba. O leitor pode conhecer a seguir a íntegra da decisão do Desembargador Rosene Arão de Cristo Pereira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>