10:28A cartilha do Dr. Rosinha

O deputado federal Dr. Rosinha (PT) lançou no início deste mês uma publicação especial sobre a utilização de agrotóxicos. A cartilha trata dos riscos da contaminação, da fiscalização e controle pelo setor do Estado e da legislação brasileira e também aborda temas como a agroecologia, transgênicos e fertilizantes. “Os agrotóxicos trazem riscos para os trabalhadores rurais, para os consumidores de alimentos e para o meio ambiente”, diz o deputado. “Por isso, o debate é fundamental para a vida de todos”, complementa. Até agora o deputado petista já apresentou no Congresso Nacional pelo menos sete projetos relacionados aos agrotóxicos – uma área dominada  pelas poderosas multinacionais.

Uma ideia sobre “A cartilha do Dr. Rosinha

  1. verde vida

    Esta luta contra os agrotóxicos é uma luta de davi e golias. ENquanto uns provam e comprovam que os ditos venenos fazem mal a saúde das pessoas diretamente pelo residual que fica nos alimentos, outra parte contamina o solo e a água. Por outro lado, as multinacionais dos venenos pagam a cientistas para produzirem pesquisas com resultados que desmintam os males. A ética no meio científico devia ser algo forte, mas o poderio econômico corrompe especialistas para que partam de premissas faltas para obter inverdades como se fossem verdades, sob a chancela de currículos e instituições que deveriam ser banidas do mercado, se o rompimento com a ética fosse crime passível disso. O duro é ouvir pessoas que não tem ligação com as indústrias dos agrotóxicos ou trangênicos, como é o caso de certos jornalistas, comentaristas, que jamais plantaram um pé de alface, que emitem opiniões não abalizadas pela ciência ética, em favor dessas indústrias, como se comprados fossem como são certos cientistas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>