10:35Justiça afasta marido de prefeita que ocupava “supercargo”

O Ministério Público do Paraná informa:

O Juízo da 2ª Vara Cível da Comarca de Campo Mourão determinou liminarmente o afastamento de Gilmar Aparecido Cardoso do cargo comissionado de secretário da Procuradoria-Geral do Município de Farol, bem como a indisponibilidade dos bens dele e da esposa, a prefeita municipal Dirnei de Fátima Gandolfi Cardoso.

A liminar foi deferida na última terça-feira (4) pelo juiz substituto Laércio Franco Júnior, em ação civil pública por ato de improbidade administrativa proposta em 19 de maio pela Promotoria de Justiça de Proteção ao Patrimônio Público de Campo Mourão. O Ministério Público afirma que a gestora municipal criou um “supercargo” comissionado, o de secretário da Procuradoria-Geral do Município, com salário diferenciado e muito superior ao recebido pelos servidores municipais, para ser ocupado pelo marido, o advogado Gilmar Aparecido Cardoso. Na ação, além do advogado e da prefeita, são requeridos os vereadores de Farol José Paulo de Souza, Maria Aparecida Costa, José Costa Maria e Salvador Farias de Souza, que seriam membros da comissão legislativa responsável pelo projeto de lei que “regulamentou” o cargo.

A Promotoria pede, quando for julgado o mérito da ação, a condenação dos seis requeridos por improbidade administrativa, o que pode implicar na perda da função pública, suspensão dos direitos políticos, multa, entre outras sanções.

2 ideias sobre “Justiça afasta marido de prefeita que ocupava “supercargo”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>