17:02Contra a esbórnia no Senado, passeata virtual

Circula na internet. Se concordar, o endereço de todos os senadores está no pé do texto. Alguns senadores já responderam. Outros, se esconderam. Confira:

PROTEJA A DEMOCRACIA! PARTICIPE DA 1ª PASSEATA  VIRTUAL

Os Atos Secretos do Senado são secretos por envolver assuntos de segurança nacional? Talvez! Os envolvidos sabiam que se os atos secretos fossem revelados a sociedade começaria a se rebelar e a exigir a devolução de verbas e de mandatos, custasse o que custasse.

Pois é, não vamos decepcioná-los. 

Nomeações secretas de parentes, aumentos secretos de verba indenizatória, indícios de nepotismo e superfaturamento em contratos feitos com terceirizados, irregularidades nos 16 contratos de fornecimento de mão de obra entre outros tantos escândalos não podem ficar sem uma resposta contundente da sociedade. 

Não podemos nos contentar com a saída do sr. Sarney da presidência do Senado. Isto é pouco! Temos que exigir a renúncia coletiva de todos os Senadores, uma vez que todos, por ação ou omissão, deixaram a política brasileira afundar neste verdadeiro mar de lama e horror. 

Exigimos também que o sr. Presidente da República recue da tentativa de socorrer seus parceiros, alegando não serem pessoas comuns. Todos somos incomuns, únicos, e todos merecemos o respeito do homem eleito para representar a todos, não apenas uma casta que se mantém no poder, inacreditavelmente, desde os tempos da ditadura, que Lula tanto combateu. 

Não tenham medo de fazer a história! E que não nos acusem de atentarmos contra a Democracia, pois este grupo de parlamentares, com a perda da vergonha, é que pode destruir a Democracia e o Brasil. 

Vamos combater esses cupins, formigas que destroem a Democracia. Exija a renúncia coletiva destes que não servem para zelar e defender os interesses da nação, mandando este recado para os e-mails dos senadores abaixo, com cópia para seus amigos, imprensa, blogs, com grande concentração na internet. E repita a operação no dia 07 de Setembro, dia da independência do Brasil, quando deveremos reenviar esta cobrança aos senadores:

Considerando os últimos acontecimentos e considerando que nossa responsabilidade vai além do voto, concluímos que os Senhores não reúnem condições para cuidar do nosso país ou nos representar. Exigimos, assim, a sua renúncia imediata. Desde já alertamos que não nos contentaremos com o simples afastamento do presidente desta casa. Queremos a renúncia de todos que, por ação ou omissão, permitiram a degradação moral do Senado Federal.

 

adelmir.santana@senador.gov.br, almeida.lima@senador.gov.br, mercadante@senador.gov.br, alvarodias@senador.gov.br, acmjr@senador.gov.br, antval@senador.gov.br, arthur.virgilio@senador.gov.br, augusto.botelho@senador.gov.br, cesarborges@senador.gov.br, cicero.lucena@senador.gov.br, cristovam@senador.gov.br, delcidio.amaral@senador.gov.br, demostenes.torres@senador.gov.br, eduardo.azeredo@senador.gov.br, eduardo.suplicy@senador.gov.br, efraim.morais@senador.gov.br, eliseuresende@senador.gov.br, ecafeteira@senador.gov.br, expedito.junior@senador.gov.br, fatima.cleide@senadora.gov.br, fernando.collor@senador.gov.br, flavioarns@senador.gov.br, flexaribeiro@senador.gov.br, francisco.dornelles@senador.gov.br, garibaldi.alves@senador.gov.br, geraldo.mesquita@senador.gov.br, gecamata@senador.gov.br, gilberto.goellner@senador.gov.br, gilvamborges@senador.gov.br, gim.argello@senador.gov.br, heraclito.fortes@senador.gov.br, ideli.salvatti@senadora.gov.br, inacioarruda@senador.gov.br, jarbas.vasconcelos@senador.gov.br, jayme.campos@senador.gov.br, jefferson.praia@senador.gov.br, joaodurval@senador.gov.br, joaopedro@senador.gov.br, joaoribeiro@senador.gov.br, jtenorio@senador.gov.br, j.v.cl audino@senador.gov.br, jose.agripino@senador.gov.br, josenery@senador.gov.br, sarney@senador.gov.br, katia.abreu@senadora.gov.br, leomar@senador.gov.br, lobaofilho@senador.gov.br, lucia.vania@senadora.gov.br, magnomalta@senador.gov.br, maosanta@senador.gov.br, crivella@senador.gov.br, marco.maciel@senador.gov.br, marconi.perillo@senador.gov.br, maria.carmo@senadora.gov.br, ma rinasi@senado.gov.br, mario.couto@senador.gov.br, marisa.serrano@senadora.gov.br, webmaster.secs@senado.gov.br, mozarildo@senador.gov.br, neutodeconto@senador.gov.br, osmardias@senador.gov.br, papaleo@senador.gov.br, patricia@senadora.gov.br, paulo.duque@senador.gov.br, paulopaim@senador.gov.br, simon@senador.gov.br, raimundocolombo@senador.gov.br, renan.calheiros@senador.gov.br, renatoc@senador.gov.br, robertocavalcanti@senador.gov.br, romero.juca@senador.gov.br, romeu.tuma@senador.gov.br, rosalba.ciarlini@senadora.gov.br, sergio.guerra@senador.gov.br, zambiasi@senador.gov.br, serys@senadora.gov.br, tasso.jereissati@senador.gov.br, tiao.viana@senador.gov.b r, valdir.raupp@senador.gov.br, valterpereira@senador.gov.br, wellington.salgado@senador.gov.br

2 ideias sobre “Contra a esbórnia no Senado, passeata virtual

  1. Pé Vermelho

    Atenção patrícios e patrícios: Daqui de Barra do Jacaré, lanço a campanha – DESOBEDIÊNCIA CIVIL PELA RESTAURAÇÃO DA MORALIDADE PÚBLICA! – Explico – Na realidade, como produtores, comerciantes e industriais não pagam impostos. Eles os transferem para os consumidores. No entanto, como consumidores, eles também recolhem tributos aos cofres públicos. E é de lascar o cano da escopeta a gente ver nossas alíquotas que deveriam ser canalizados para a saúde, para a educação, para rodovias, portos e aeroportos, por ai, serem devoradas por proles sarneianas e desviadas para construção de castelo, para olerites secretos e para toda essa corrupção estampada pela Imprensa, hoje execrada pelos mandantes que antes dela se valiam para criticar os desmandos de antigamente. Bem, patrícios e patrícios, a campannha prega o seguinte: Recolher em juízo todos os tributos devidos até que tudo seja apurado, autores condenados, o Senado extinto para dar lugar ao prático, pragmático e eficiente sistema unicameral. Tenho dito, seu benedito e não se faça de mouco…vai assinando logo essa porra ai, caraio…

  2. durvalina maranhense

    Jose Sarney

    Fico em duvida como devo me dirigir a esta insolita figura: Sua Excelencia, sua indecencia, sua incompetencia, sua excrecencia, sua impotencia, sua insolencia, sua insurgencia, sua maledicencia, sua malquerencia, sua incoerencia,sua insuficiencia,sua prepotencia,etç. Como fico na duvida, direi sempre “Sêo filho da puta”, sem medo de errar. Divulguem ao máximo. De maneira direta: sarney@senado.gov.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>