16:35E tome samba!

O samba não acabou, não! Depois da história do sambódromo, fica-se sabendo que agora, agorinha mesmo, lá no Teatro Paiol, está rolando o maior ziriguidum armado pelo vereador tucano Jair Cesar. É um seminário sobre o Carnaval de Curitiba, que visa “buscar novas idéias e sugestões para torná-lo mais interessante e atraente, com maior participação popular”. Sentiram? Começou às 14h e vai até as 18h. Tem especialista em tudo - do carnavalesco Glauco Souza Lobo, que vai falar sobre os aspectos históricos do carnaval, ao jornalista Luiz Geraldo Mazza, que discorrerá sobre a imagem do carnaval daqui em relação a outras cidades. O prefeito Beto Richa não está nessa. Parece que esse negócio de batuque não está caindo bem em seus ouvidos, principalmente depois que a oposição começou a azucriná-lo com o bumbo da denúncia. A prefeitura, contudo, está presente, nas figuras de Paulino Viapiana, presidente da Fundação Cultural, e Juliana Vosnika, presidente do Instituto de Turismo.

2 ideias sobre “E tome samba!

  1. Otaviano Alves de Lima

    Vamos montar um bloco??? Já que nenhum vereador de Curitiba fica na cidade durante o Carnaval, sugerimos que eles façam a estréia para um divertido desfile, pra lá de inusitado.
    Comissão de frente – Jair César (idealizador).
    Mestre sala e Porta Bandeira – Juliano Borghetti e Renata Bueno (que adora um italiano…).
    Rei Momo – Derosso – o sempre rei que não larga o trono com as musas professora Josete e Noemia.
    Mestre de bateria – Julião da Caveira.
    Ritmista – Aladin Luciano.
    Compositor e roda de samba – Caíque Ferrante.
    Puxando o samba enredo – a cantora Mara Lima.
    Na ala dos surdos – Zé Maria.
    Na ala das baianas – Dona Lourdes e Nely Almeida.
    Passista – Pastor Valdemir
    Bloco dos Elfos – Tito Zeglin, Johny Stica, Beto Morais, Tico Kusma.
    Bloco dos Narcisos – Sabino Piccolo, Felipe Braga Cortes, Omar Sabbag, Roberto Hinça (líder).
    Bloco dos grisalhos – Paulo Frote e Celso Torquato
    Bloco dos Inexpressivos – Odilon Wolkman, Emerson Prado, Chico Garcez, Manfrom.
    Motorista do carro alegórico – Deonilson Pires que leva o estandarte com Pedro Paulo segurando uma brilhante estrela.
    Alegorias: Dom Quixote – Dirceu Moreira e Sancho Pança – Jairo Marcelino.
    O Bufão – Professor Galdino.
    Hidratando a galera – João do Suco.
    Mestre de Cerimônia e líder dos Blocos – Mario Celso.
    Coordenadora de artes e figurino – Julieta Reis.
    Segurança dos Blocos – Algacy Túlio e Roberto Aciolli.
    Ansiosos para entrar na avenida pela porta dos fundos – O Bloco da PEC – os Reivindicantes Clemente Vieira e Roseli Isidoro, animados pelo saltitante e eterno escoteiro Salamuni (de verde, claro).
    Tudo isso ao som de “Mamãe eu quero” e “Trem da Alegria”.

  2. PAULO SERGIO MOREIRA

    Zé Beto,
    Batuque na cozinha
    Sinhá não qué
    foi por causa do batuque
    Que eu quebrei meu pé!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>