12:21Jornalistas e estudantes marcam protesto contra o fim da obrigatoriedade do diploma

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Paraná informa:

Jornalistas e estudantes de Jornalismo das faculdades de Curitiba se reúnem nesta quarta-feira, dia 24, às 11h, no Centro de Curitiba para manifestar a indignação da categoria contra a absurda decisão do Supremo Tribunal Federal que considerou inconstitucional a obrigatoriedade da formação superior específica em Jornalismo para o exercício da profissão.

A ação, coordenada pelo Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Paraná, acontecerá na Esquina das Marechais (cruzamento das ruas Marechal Floriano e Marechal Deodoro) e deve contar com a participação de estudantes da PUC, UniBrasil, Opet, Universidade Positivo, UFPR e Facinter. Está sendo organizada ainda a vinda de acadêmicos de Jornalismo da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG).

A ação em Curitiba se soma ao movimento de indignação que toma conta dos profissionais e estudantes de todo o país, que viram a mais alta corte da nação pôr abaixo o principal pilar da regulamentação da profissão, uma conquista de 40 anos da categoria e da sociedade, metade deste tempo sob a égide da Constituição de 1988.

Ontem, ocorreram ações para demonstrar a revolta contra o despautério engendrado no STF. Jornalistas e estudantes se reuniram em São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Teresina, Caxias do Sul (RS) e Porto Alegre. Em São Paulo, o protesto ocorreu em frente a um hotel onde o ministro Gilmar Mendes – que relatou a decisão pela queda do diploma comparando jornalistas a cozinheiros – realizava uma palestra para uma entidade de empresários. Sintomaticamente, Mendes havia defendido que, com o fim da exigência do diploma, os critérios das empresas é que presidiriam a admissão de jornalistas na profissão. Em Brasília, a manifestação foi diante do STF.

Apoio

Nesta segunda-feira, na Assembleia Legislativa do Paraná, o deputado Tadeu Veneri (PT) defendeu, em discurso na tribuna do Plenário, a obrigatoriedade do diploma para o exercício do Jornalismo e considerou que a “decisão do Supremo é um atraso para o país”.  Segundo o parlamentar, “a visão de que o Jornalismo não precisa de conhecimentos técnicos é equivocada. Como será que a OAB reagiria se os advogados não precisassem de um diploma, de ter conhecimentos específicos, de um diploma para atestar sua capacidade profissional? Será que para ser um juiz de direito não precisa de habilitação em um curso superior?”

 

SERVIÇO

Manifestação contra a decisão do STF que extinguiu a exigência do diploma para o exercício do Jornalismo

Onde: esquina das ruas Marechal Deodoro e Marechal Floriano, Centro de Curitiba.

Quando: quarta-feira, dia 24 de junho, às 11h.

6 ideias sobre “Jornalistas e estudantes marcam protesto contra o fim da obrigatoriedade do diploma

  1. paulo

    KKK, agora o sindicato quer apoio dos focas. Mas na hora do estagio sacaneia a galera. O sindicato nunca fez nada pela categoria. queremos o conselho de jornalismo. isso sim valoriza a profissao.

  2. Edmond Dantes

    Parem de perder tempo com este tipo de manifestação. A população não vai se apiedar dos jornalistas e estudantes e nada mais há o que fazer. De agora em diante, é lutar no sentido de tornar notório perante a opinião pública que, mesmo sem a obrigatoriedade do diploma, o órgão de imprensa que se utilizar de profissionais com formação universitária, estará demonstrando à população que tem preocupação com o jornalismo sério e livre. É este o caminho certo a ser trilhado. Vão à luta!

  3. Guilherme S

    Pooo, todos os cursos estão em semana de prova. Se valer um ponto extra, eu deixo de estudar pra bater panela!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>