12:24Meu Deus, me dê a coragem

de Clarice Lispector

Meu Deus, me dê a coragem de viver trezentos e sessenta e cinco dias e noites, todos vazios de Tua presença. Me dê a coragem de considerar esse vazio como uma plenitude. Faça com que eu seja a Tua amante humilde, entrelaçada a Ti em êxtase. Faça com que eu possa falar com este vazio tremendo e receber como resposta o amor materno que nutre e embala. Faça com que eu tenha a coragem de Te amar, sem odiar as Tuas ofensas à minha alma e ao meu corpo. Faça com que a solidão não me destrua. Faça com que minha solidão me sirva de companhia. Faça com que eu tenha a coragem de me enfrentar. Faça com que eu saiba ficar com o nada e mesmo assim me sentir como se estivesse plena de tudo. Receba em teus braços meu pecado de pensar.

2 ideias sobre “Meu Deus, me dê a coragem

  1. jango

    Muito bonito.
    São palavras que vem das profundezas do Ser e que retraram a nobreza que lá está escondida.
    Como estas de Robert Louis Stevenson, o escritor escocês (o Tusitala para os samoanos), que não ouso traduzir:

    THE CELESTIAL SURGEON

    If I have faltered more or less
    In my great task of happiness;
    If I have moved among my race
    And shown no glorious morning face;
    If beams from happy human eyes
    Have moved me not; if morning skies,
    Books, and my food, and summer rain
    Knocked on my sullen heart in vain Lord,
    Thy most pointed pleasure take
    And stab my spirit broad awake;
    Or, Lord, if too obdurate I,
    Choose Thou, before that spirit die,
    A piercing pain, a killing sin,
    And to my dead heart run them in!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>