7:29Quem vai pagar?

A turma do pedal está indignada porque não fez parte da matéria da Gazeta do Povo de ontem onde se afirma, a partir de pesquisa da Associação Nacional de Transportes Públicos (ANTP), que “usuários de carros e motos têm custos de 14% a 228% menores do que os de coletivos” – em percursos até 7 quilômetros. Como quem tem bicicleta não paga IPVA, seguro, troca de óleo, lavagem, pedágio, e tem pouca manutenção de um modo geral, é de se supor que, pela matemática aplicada, teriam custos de uns 1.000% menores do que quem pega o buzum para percorrer a tal distância. Traduzindo: teriam direito a receber por não andar de ônibus. Resta saber quem vai pagar.

5 ideias sobre “Quem vai pagar?

  1. ernesto s

    Quem anda de bicicleta só quer receber uma coisa: Respeito e direito ao compartilhamento da rua com segurança, como manda a lei.

    Quanto a quem vai ganhar, ganham todos que têm pulmôes, e deixam de fumar algumas fumacinhas dos escapamentos dos veículos que ficam nas garagens. Fumacinhas essas que só fazem mal e não dão barato algum.

  2. Bia Moraes

    Realmente, foi uma falha e tanto. Simplesmente desconsideraram a bicicleta como meio de transporte urbano, quando esta é uma das alternativas mais inteligentes, racionais e modernas de mobilidade, porque não fez parte da tal pesquisa.

  3. Lina Faria

    Acho mesmo que deveriam instituir multas aos ciclistas que andam nas calçadas. A prefeitura tem que avisar que onde tem ‘peiver’, não é demarcação para ciclistas. Fá fui por duas vezes atropelada. Uma das vezes por uma bicicleta de entregas, outra por um usuário normal. Ora, as calçadas já são estreitas só para pedestres, se formos ainda dividi-las com os ciclistas, nada sobrará.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>