14:29HORÓSCOPO

por Osman Gadoso

Leão

Estava de cara para o céu no quintal da casa. Curtia o sol depois de longos dias de inverno brabo. Olhos fechados e protegidos por um rayban de lentes verdes e aros dourados. O calor aqueceu a mente e a alma. Quando resolveu sair dali, ouviu o grito. A cadela esganiçou e partiu para o ataque imediatamente. Ela, a doce, que tinha demorado muito tempo para conquistá-lo com olhar apaixonado. Que nunca tinha ligado para a cara fechada, o olhar duro, os corridões dados de propósito, para impedir qualquer aproximação. Ela que um dia recebeu o primeiro carinho no algo da cabeça de pelos brancos com mancha preta, arreganhou os dentes, abriu a boca e foi direto ao pé calçados de tênis. A mordida só não se realizou porque o dono do pé foi ágil. Então, aconteceu. O animal saiu para o lado e, em seguida, deu meia volta e foi chegando de mansinho. Ergueu então a perna direita dianteira, a que tinha sido pisada, e começou a passar a pata na perna dele. Estava pedindo desculpas. E olhando. Com o olhar de sempre. Apaixonado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>