16:43A surpresa e a cautela de Gleisi Hoffmann

Gleisi Hoffmann roda trecho no interior no Paraná. Está em campanha por Dilma Roussef, ela fala. Com certeza, mas por ela também. Os 27% que recebeu na pesquisa sobre intenção de votos para o Senado foram uma surpresa agradável para ela, confessa, mas não ao ponto de iludi-la. “Ainda falta muito tempo para a eleição. Sou cautelosa. A disputa é muito difícil, bem mais do que da última vez”. Como se recorda, ela quase tira a vaga do senador Alvaro Dias (PSDB) em 2006. Hoje, analisa, são duas vagas, mas há o governador Roberto Requião, com alto índice, e os deputados federais Gustavo Fruet e Ricardo Barros, políticos bons de voto e com uma boa estrutura partidária. O maior incentivador da candidatura de Gleisi ao senado é seu marido, o ministro do Planejamento Paulo Bernardo. Há menos de três meses, Gleisi pensava em se candidatar a uma vaga na Assembleia Legislativa do Parana. A partir do momento em que, como presidente do PT do Paraná, colocou o pé na estrada, a luz do Senado se acendeu na sua mira. A decisão, contudo, ela só vai tomar bem mais pra frente. Mas números como este da Paraná Pesquisa anabolizam a vontade de entrar na disputa, principalmente porque sua amiga Dilma estará na frente de batalha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>