8:07O preço!

Ao saber que o Brasil vai emprestar US$ 10 bilhões de suas (nossas) reservas para o Fundo Monetário Internacional tentar dar um jeito na crise econômica, Zé Piliu, velho marinheiro que se aposentou e escolheu a Vila Fuck para o epílogo da vida, foi na ferida: “Custou caro aquela declaração do Obama de que o Lula é ‘o’ cara”. Dito isso, virou mais um gole de Jamel, no gargalo, e foi dormir o sono dos miseráveis.

2 ideias sobre “O preço!

  1. Olhar de lince

    Muito engraçado esse negócio de emprestar essa fortuna ao FMI – o qual o PT e o próprio Lula passaram a vida criticando, e negar dinheiro para melhorar o caos da saúde pública do país. Aliás, Saúde que o presidente Lula, quando em campanha, antes de assentar ao trono presidencial, dizia que era a primeira coisa que ia resolver ao assumir a Presidência.
    Assumiu, já está no segundo mandato, quer um terceiro, mesmo que intercalado, E A SAÚDE CONTINUA UMA VERGONHA e um desrespeito ao cidadão brasileiro, eleitor e pagador de impostos. Tudo que o Lula dizia antes e que, como os outros, deixou correr solto, frouxo, largado, abandonado…
    Agora, para ganhar a mídia nacional e internacional e, como ele próprio diz, FICAR NA HISTÓRIA como o presidente que emprestou dinheiro para o FMI, aí vale até o sacrifício do povo brasileiro que continuará morrendo nas filas intermináveis dos péssimos hospitais e de um Sistema Único de Saúde que é uma vergonha!!!
    É assim, na política: o povo que se dana. O que interessa é o MARKETING PESSOAL, ficar na história, mesmo que em biografia maquiada.

  2. -Noviski-

    Brasil emprestando grana ao FMI?! Finalmente a banana comeu o macaco. Nunca imaginei viver tanto ao ponto de ver isso. Agora só falta eu ver enterro de anão e cabeça de bacalhau.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>