14:45Batista Almendros, adeus

Ele entrou na minha vida pela porta da academia Winner, ali na Mateus Leme, na frente da mansão dos Rego Almeida. Bigodinho fino, andar bem lento e cadenciado, por conta da idade e problemas de articulação. Oitenta anos. Começamos a nos falar em pouco tempo. Ele era mestre na vida. Policial Civil aposentado, Batista Almendros tinha um Brasil para contar em suas histórias do tempo em que morou no Rio de Janeiro, militar da Aeronáutica que foi também. Suas descrições da então capital federal me entravam como cinema, ou fotografias, ou ainda recordações de uma infância lá vivida nas férias. Tinha o olhar treinado, sabia o que era belo – e belo para ele, no tempo em que  passear na Quinta da Boa Vista era possível, eram as mulatas que trabalhavam como domésticas. Casado, cuidava da mulher, cujo nome não guardei. Orgulhava-se em falar dos netos. Morava no bairro São Lourenço, onde varria o quintal e a calçada e, às vezes, pegava um ônibus para ir até o Centro da Cidade. Lá, se acomodava num dos bancos para apreciar o material passar. Isso lhe dava prazer e era uma atividade tão inocente, e prazeiroso, quanto olhar um quadro de Portinari no Museu Oscar Niemeyer. Na academia também olhava as mocinhas como se tivesse lá seus 20 anos e usasse farda engomada. Dava o veredito discretamente, no meu ouvido. Depois, ia pra casa, no seu passinho miúdo, que praticava na esteira. Ontem ele não acordou. Hoje eu soube. E me deu muita saudade.

3 ideias sobre “Batista Almendros, adeus

  1. FABIELE ALMENDROS

    Olá Zé!!! Realmente…isso á parte do que meu avô foi!!Muito obrigada pelo carinho !!!ótimo de extremo bom gosto!
    Abraço
    Fabiele Almendros

  2. DOUGLAS ALMENDROS

    Olá Zé!!!sou outro neto!!
    É isso mesmo!
    ele era um verdadeiro contador de histórias! que eram verídicas, e fascinantes…com sea maravilhosa maneira de contá-las!
    Ficará em nossos corações e memórias pro resto de nossas vidas!
    Esse era o meu avô! Era uns dos meus heróis!
    Abraço
    DOUGLAS ALMENDROS

  3. PAULO ROBERTO ALMENDROS

    EXCELENTE O ARTIGO A RESPEITO DE MEU PAI (EXEMPLO DE HONESTIDADE O QUAL SEMPRE ME MIREI), ERA O QUE ESTAVA FALTANDO, ESTA BELA HOMENAGEM, ME SINTO HOMENAGEADO POR ELE.
    OBRIGADO DE CORAÇÃO POR TÃO SIGNIFICANTE ARTIGO, VOCÊ O FEZ MUITO BEM.
    Abraços

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>