18:00Celulares da discórdia

O Ministério Público do Paraná informa:

O Juízo de Direito de Formosa do Oeste acatou pedido do Ministério Público da Comarca e decretou liminarmente a indisponibilidade de bens do ex-presidente da Câmara Municipal de Jesuítas, Reginaldo Stephani da Cunha. O pedido foi feito pela Promotoria de Justiça de Formosa do Oeste, em ação civil pública por ato de improbidade administrativa, autuada em 20 de dezembro. Na ação, o MP-PR alega que entre maio e dezembro de 2005, quando Cunha ocupava a presidência da Câmara de Jesuítas, teria feito contratação direta, sem prévia dispensa ou inexigibilidade de licitação, da empresa Vivo, para a cessão em comodato de 15 aparelhos celulares para distribuição entre vereadores e servidores da Câmara.

Uma ideia sobre “Celulares da discórdia

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>