10:46In loco

Do colunista Celso Nascimento, hoje, na Gazeta do Povo: “O governador Roberto Requião foi interrompido nos seus afazeres ontem de manhã para atender um telefonema. Do outro lado da linha estava ninguém menos do que o senador Renan Calheiros para agradecer pelo apoio que, desde o início de seu calvário, recebeu de Requião. Em entrevista que concedeu no Palácio do Planalto, em junho, Requião foi um dos primeiros a se solidarizar com Renan e a defender seu mandato.” Como hoje cedo espalhou-se o boato de que o presidente do Senado estaria em Curitiba, talvez ele tenha vindo agradecer “in loco” o companheiro de partido.

Uma ideia sobre “In loco

  1. Ana Karenina

    A solidariedade dos “amigos” do Senado, de governadores e de outros políticos é muito fácil de explicar. O rabo preso de todos. Se tivesse uma investigação séria, tipo Interpol ou FBI, na vida de todos eles, não ficaria “pedra sobre pedra”.
    “Eu te protejo e tu me proteges”

  2. Maurício

    Creio que há um equívoco de língua e de sentido no título de sua nota. Em lugar do latim deveria usar o espanhol. Renan teria vindo agradecer “al loco” (louco, demente, doido).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>