14:25A tragédia do Caratuva

Quem esteve lá e conhece manda o recado: “O Governo do Estado está fazendo corpo mole com a grave situação do incêndio no morro Caratuva. Aquela área não é de reflorestamento. O fogo também não está se alastrando em local já queimado. O incêndio de agora é gravissimo do ponto de vista ecológico. O resultado trará consequências graves  e é dos mais trágicos do país do ponto de vista ambiental. A área é de mata virgem e com pouca alteração. Esse é um lugar único no Planeta. Tanto que é considerado reserva da biosfera. O Caratuva está dentro de uma área de parque tombada, mas não administrada. Ali existem espécies raras de plantas e bichos, e até espécies endêmicas, que não são encontradas em nenhuma outra parte da Terra. O combate ao fogo está sendo feito de forma tupiniquim, arriscando os bombeiros e voluntários, e principalmente a aeronave que não foi projetada para isso. O Governo do Estado deveria gastar um pouco mais e locar aviões e helicópteros especializados no combate a incêndios.  Se tivessem feito isso, a situção já estaria controlada. Segundo informações recebidas ontem à noite, a fogo está se alastrando, mas agora com chamas bem altas. Os voluntários e bombeiros estão estafados e a cada dia o risco de acidentes é maior. Sabe-se que ontem algumas pessoas desmaiaram e outros se viram cercados pelo fogo.”

Uma ideia sobre “A tragédia do Caratuva

  1. mac raimundo

    Sem dúvida, a perda é irreparável, deveria receber atenção prioritária do nosso executivo, até solicitando apoio as nossas forças armadas. Nossos quartéis estão cheio de soldados coçando, equipamentos, viaturas, caminhões pipa e poderiam estar prestando irrelevantes serviços ao Paraná e a humanidade, ajudando no combate ao incêndio. Também seria um bom treinamento…

  2. Matusalém

    será que aquele gênio da ecologia, mundialmente reconhecido por seus conhecimentos na área do meio-ambiente, não pode fazer mais um vôo de helicóptero na região? Afinal, é gostoso passear dde avião-de-rosca enquanto o povaréu lá em baixo briga contra o fogaréu e os animais peçonhentos…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>