7:26Sobre grampos e pedágio

Apenas para colocar mais um caroço no angu da guerra entre o Governo do Estado e as empresas concessionárias de pedágio. No final do mês passado, o escritório do advogado Luiz Alberto Machado, que defende os interesses dos empresários, informou o seguinte: “Um pedido de providências com grampo telefônico que atingia os Diretores das concessionárias de pedágio do Paraná, e que tramitava há mais de 6 meses na Vara da Central de inquéritos em Curitiba, em absoluto e abusivo sigilo, inclusive para os advogados, foi derrubado por Mandado de Segurança impetrado pelo escritório do Professor Luiz Alberto Machado e associados. Agora todos terão acesso ao processo “político” e questionar-se-á, em seguida, a validade das provas, apontadas como ilegais.” Ou seja, este tren é antigo e ainda não se sabe direito se parou, está parando, anda nos trilhos ou está desgovernado. A conferir.

         

Uma ideia sobre “Sobre grampos e pedágio

  1. Edmond Dantes

    Belo sigilo este mantido pela Vara da Central de Inquéritos que o Advogado das Concessionárias tomou conhecimento logo que o pedido de escuta foi formulado a seis meses atrás, o que lhe permitiu impetrar Mandado de Segurança. Ninguém vai investigar o vazamento ocorrido na Vara da Central de Inquéritos? A Corregedoria do Tribunal de Justiça exista para que?

  2. carlos

    Para não incomodar nenhum poderoso, sr. Edmond Dantes. É só lembrar de alguns concursos públicos para juízes das EXCELSAS cortes paranaenses.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>