18:35Ministério Público contra-ataca

Tá ficando bom. O procurador-geral de Justiça Milton Riquelme de Macedo divulgou há pouco a seguinte “nota pública”, algumas horas depois de o governador Roberto Requião descer a borduna no Ministério Público durante a Escola de Governo: “A Procuradoria-Geral de Justiça lamenta que informações sobre as aposentadorias e salários da Instituição, pagos de forma legal e com a devida fiscalização dos órgãos competentes, estejam sendo divulgadas de forma distorcida e parcial. No entanto, prezando pela transparência, princípio basilar da Instituição, informa que encaminhará ao Poder Executivo Estadual ainda nesta semana a tabela salarial dos membros e servidores da Instituição. A Procuradoria afirma ainda que não vê qualquer problema no eventual ingresso de ação judicial do governo para obtenção de informações a respeito de detalhes sobre remuneração, já que, como defensor da lei e do devido processo legal, o Ministério Público considera o foro judicial o mais adequado para o questionamento da matéria.” 

Uma ideia sobre “Ministério Público contra-ataca

  1. Roberto

    CASA DE FERREIRO ESPETO DE PAU – ISONOMIA INVERSA OU
    TRENZINHO CORPORATIVISTA?

    Os procuradores de Estado querem ganhar como
    promotores ou Ministério Público. O Sr. Governador que
    questiona os salários dos promotores sabe que os
    Procuradores de Estado estão promovendo a PEC 82/2007
    para autonomia e vencimentos iguais ao Ministério
    Público? O Sr. Governador ficou perplexo com os
    salários dos promotores. Será que sabe que os
    procuradores de Estado também querem o mesmo com a PEC
    82/2007? Governador e Deputados dê uma olhadinha na
    PEC 82/2007, por obséquio? Falar dos outros é facilmas
    fora de casa, e no quintal como fica??

  2. Arrelia

    Já estou tremendo! Se o Procurador Geral falou, com certeza não se deve escrever! Ele, na reeleiçaõ ao Governo, foi publicamente num programa do PMBD defender seu Poderoso Chefão!

  3. Edmond Dantes

    o Ministério Público tem muito que explicar sobre como chegou a estes salários estratosféricos. A sociedade paranaense tem o direito de saber e a explicação tem que ser muito convincente, sem deixar qualquer dúvida, afinal os Promotores brasileiros se portam como os homens mais honestos e cumpridores de lei da face da terra.

  4. Ana Karenina

    Estamos muito bem servidos de poderes. Salários estratosféricos e aposentadorias que contam o perído de estágio no MP, nepotismo descarado nos cargos do Estado e sogras fantasmas que nunca estiveram na Assembléia. E o que mais admira é a capacidade de uns acusarem os outros, como se fossem realmente exemplos de moralidade. Vale lembrar o dito popular: “Leco-leco, tudo é porco”!

  5. carlos

    As instituições públicas do estado do Paraná (Ministério Público, Assembléia Legislativa, tribunal de contas, tribunal de justiça, etc.) funcionam bem e rapidamente quando precisam garantir a manutenção de interesses próprios e corporativos. O interesse público para eles é privado. Isso explica a atual “briga” entre MP x governo do estado; bem como a polêmica da sogra funcionária fantasma da Assembléia Legislativa. Com a chamada imprensa acontece a mesma coisa. Isso explica a condição anêmica de nosso combalido estado do Paraná.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>