7:12O começo do fim

Ricardo Berzoini, aquele, presidente do PT,  defendeu a convocação de uma nova assembléia constituinte para discutir exclusivamente a reforma política e a brilhante proposta, a ser debatida no 3º congresso do PT, da extinção do Senado, ficando o país apenas com uma Câmara Legislativa. Num segundo passo, se extingue esta também, as Assembléias Legislativas, as Câmaras municipais, enterram-se as eleições, até para síndicos de condomínios, e ficamos todos sob o comando do governo petista, senhor absoluto da honestidade, da moralidade e do bom caráter, como bem conhecemos.

Uma ideia sobre “O começo do fim

  1. Edmond Dantes

    Aprovo a extinção do Senado. Quem conhece a história política deste país sabe que a Câmara Alta sempre foi, e continuará sendo, a Casa do atraso. Na Teoria Geral do Estado o sistema bicameral no Poder Legislativo trás duas espécies de representações: a do povo (Câmara dos Deputados) e a dos Estados Membros (Senado Federal). Na tese isto é muito bom, na prática, só funciona nos EUA. Nem na Inglaterra este sistema (bicameral) é adotado efetivamente. A Câmara Alta (Câmara dos Lordes) lá é quase que simbólica. Quem manda mesmo é a Câmara dos Comuns. Aliás, a saída para o Brasil é o Parlamentarismo, que, na prática, vem sendo exercitado aqui só que às avessas, ou seja; a pior forma possível de conchavos acontecem. No Parlamentarismo (oficialmente instalado) tudo é feito às claras, não dá pra escamotear os acordos inconfessáveis, e se tentar, facilmente vem a público.

  2. Ana Karenina

    Realmente, o Senado em nada faz falta. Extremamente conservador (no pior sentido político da palavra), só serve para estabelecer mordomias para uma minoria de privilegiados e facilitara conchavos. A Câmara, com tudo o que tem de podre, ainda é mais clara nas suas ações e pode dar conta do recado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>